Locale: United States - ec2-3-214-184-124.compute-1.amazonaws.com []
 
Avalie este post: : [187] Votos

BlogDespertando interesses [Brinquedos]  



Felipe Neto influenciador ou bufão do youtube?





Vai entender...

O jeito dele é até compreensível, fazendo caras e bocas, aparecendo cada hora com uma coloração nos cabelos, pois dessa forma consegue chamar a atenção dos viciados em vídeos.
Ele, como é obvio, é alguém aproveitando a oportunidade para enriquecer, com um mínimo de esforço e uma capacidade incrível de pastorar um rebanho imenso levando a todos para o abismo da sub-cultura digital. Enquanto isso, no mundo real, a educação ,de forma geral, vai caindo num poço sem fim.

O complicado é entender o que faz tantas pessoas dedicarem tempo e dinheiro para ver um "show" como este.

  • Sem conteúdo relevante
  • Um modelo de diálogo enjoativo e sem personalidade.
  • Sem falar nos textos contraditórios

 

Ao mesmo tempo em que faz críticas pesadas à outras pessoas que, desesperadamente, tentam  aparecer na internet; em seus próprios trabalhos, é possível perceber o mesmo tem um comportamento igual ou pior.

Percebe-se que alguns "modelos" de textos e títulos, por despertarem maior interesse de quem o assiste, se tornam foco para criação de mais e mais do mesmo.
Exemplificando:

  • O QUE ESSE CARA FEZ???
  • Encontraram a MAIOR ABELHA DO MUNDO! Quem encara?
  • 5 JOGADORES QUE FORAM PEGOS ROUBANDO AO VIVO
  • FENÔMENOS SEM EXPLICAÇÃO capturados em vídeo!


Um vídeo seu, como acabo de constatar nesse momento, em apenas 7 minutos atinge a marca de 7,9 mil visualizações.
Em média, cada vídeo seu alcançava a marca de 1 milhão e 700 mil visualizações. Hoje em dia, passam de 2 milhões.

 


Interessante que ele não é humorista, professor, tutor, pai conselheiro ..., mas age como se fosse, apenas fazendo comentários sobre outros vídeos e comportamentos de pessoas.

Advertising



Coloca-se em uma posição de conselheiro comportamental, muitas vezes contradizendo seus próprios "trabalhos".
Não entendo o que as pessoas buscam nesse tipo de material pois sequer distrai. É difícil passar mais que 1 minuto para esperar por algo que justificasse. Como justificativa, dizem que sua platéia é essencialmente constituída por crianças, o que para mim torna tudo isso ainda mais grave. Que tipo de pais permitem que seus filhos sejam seguidores desse tipo de conteúdo?

Lamentável o rumo que esse tipo de internet está tomando, o caminho para o vazio, para insignificância e a desqualificação do outro. Do acomodamento dos pais que se livram das suas responsabilidades colocando seus filhos diante de uma tela que os mantém "ocupados", para que estes (os pais) possam se dedicar mais às mensagens no whatsapp.

Pois é como diz o ditado:

Cada povo tem o governo que merece!


É triste ver uma nação (des) governada por "ladrões", com um povo que apenas valoriza a futilidade.

Felipe Neto se beneficia das imagens e vídeos de outros que, como ele, se exibem para o mundo, sem medo de parecerem e serem ridículos.
Na verdade, parte de seu "trabalho" é fazer uma espécie de crítica como se ele fosse um tutor que tenta preservar a imagem destas pessoas, aconselhando-as e as "ensinando" algo que ele acredita saber.
Não, isso não é de forma alguma um trabalho de EAD, mas apenas uma forma de querer parecer superior, pois a forma que ele conduz seu "monólogo" mais parece uma tentativa disfarçada ridicularizar essas pessoas.
Apesar de não chegar a ser bullying, é sem dúvida alguma um certo abuso de poder, já que muito poucos são os que tem a quantidade de seguidores que ele tem.

O desesperador é saber que esse tipo de "personagem irritante" provavelmente chegará aos palanques e será o próximo Tiririca da política.
Lamento ver que mais de 11% da população brasileira está seguindo um canal que não diz nada a ninguém, a não ser aos seus proprietários.
Mais de 22 milhões de brasileiros (quando escrevi isso, hoje passa de 30) dedicam em média 15 minutos do seu dia à um canal que não tem nenhum conteúdo. 
Sem contar que o rapaz, adora fazer inveja para o povo que o assiste, com título de vídeos como:

  • Quanto custa o outfit
  • Fui a falência - Antes de depois da Disney.
  • Tudo que comprei na Disney
  • Comprei meu primeiro carro, qual será?
  • E por ai vai......

Enfim, comentar a vida e o comportamento alheio sempre foi uma forma de explorar a curiosidade do próximo.
Pior do que ele faz, é ver que tem platéia, e perceber o quanto nosso povo é fofoqueiro e fútil.
Seria lamentável se não fosse triste demais para o destino do país.
Afinal de contas enquanto isso, os políticos estão literalmente detonando nosso pedaço de chão, e acabaremos escravizados ou explusos deste lugarzinho que chamamos de Brasil.
Hoje devo admitir, que a piada em Portugal que finaliza com a frase de DEUS, ao povo que reclamava do nosso país ser um local privilegiado;

"Calma, vocês vão ver o povinho que por por lá!"

Faz todo sentido, embora tenhamos sido colonizados por eles (portugueses), o que faz com que o tiro saia pela culatra, nada justifica a nossa permanência nessa condição. E olha que quando ouvi essa piada, ainda sequer havia Youtube, FaceBook, Tweeter, Whatsapp e nem o falecido Orkut.

Parece que perder tempo e dinheiro virou esporte nacional.
E tem mais, a disseminação de uma escrita errada e grosseira, está "mim" preocupando cada dia que "paça", já "pençou" 'si" ou quando "vinherem" mais recursos "dijitais" de "cumunicação"?

Não, vocês, que são platéia de um circo desse tipo, não estão conectados, muito pelo contrário estão se desconectando da realidade, dos bons costumes e da educação.
Estão se escravizando por apenas verem sem, em nenhum momento, observarem.

.

Conteúdos "Virais" apenas são disseminados em populações onde a imunodeficiência educacional é endêmica.   

A saber :

Imunodeficiência é uma desordem do sistema imunológico caracterizada pela incapacidade de se estabelecer uma imunidade efetiva e uma resposta ao desafio dos antígenos.

bufão
Resultado de dicionário para bufão
substantivo masculino
1.m.q. BOBO ('indivíduo grotesco').
2.POR EXTENSÃO
quem faz rir por falar ou comportar-se de modo cômico, ridículo, inoportuno ou indelicado, ou aquele a quem falta seriedade nas relações humanas.

Source: http://www.owpoga.com
post by: Oliveira M.J.N
Cirugião Dentista, Especialista em EAD, Desenvolvedor web.
Mar:04:2019:[07:09:14 AM]
Espaço Publicitário



     
     
Ref::65525
 
FecharX
NewsLetters
 
Owpoga
*® Este sistema e todo seu conteúdo estão protegidos pelas leis de direitos autorais (registro de programa de computador) 2015

Este site utiliza cookies para obter dados estatísticos da navegação de seus usuarios. Se continuar navegando consideramos que aceita seu uso. Mais informações Aceitar